© 2017 por Mariana Salomão

February 21, 2018

February 21, 2018

September 20, 2017

Please reload

Posts Recentes

Alta Performance: o que é e por que ela se tornou tão popular?

August 30, 2019

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

O Surpreendente Benefício da Inflexibilidade

09/02/2017

Como as prioridades SEM-exceção protegem sua produtividade

 

 

 

Como coach, ajudo pessoas a alcançarem seus objetivos e normalmente eu as aconselho a serem flexíveis em suas estratégias. O objetivo pode ser SAGRADO, mas podemos mudar as estratégias quantas vezes forem necessárias.

 

Isso não quer dizer que a flexibilidade está totalmente liberada. Acredito que a flexibilidade pode inclusive prejudicar significativamente nossa produtividade, se não tivermos cuidado.

 

Mas como?

 

Nascemos grandes negociadores.

 

Tenho uma filha de 6 anos e posso afirmar: crianças são advogados naturais.

Quando começo a conversa e digo que é hora de dormir, qual é a resposta?

"Posso ter mais dez minutinhos? Está no último desenho. Estou com sede. Preciso ir ao banheiro. Preciso de uma história para dormir. Eu não gosto desse pijama. Eu quero aquela bonequinha pra dormir. E mais uma história para dormir...”

 

E nós éramos iguaizinhos... E o pior é que carregamos aquelas mesmas tendências de negociação em nossa fase adulta. O grande problema é que muitas vezes negociamos com nós mesmos. Em vez de tentar ver até onde podemos chegar com nossos pais, tentamos ver até onde podemos chegar com nossos próprios limites.

 

E o que acontece? Sabotamos nosso próprio sucesso.

 

Sabemos que uma parada no meio do pesado dia de trabalho seria importante para renovar nossos neurônios. Sabemos que uma revisão programada de nossa semana seria fundamental, para avaliar e medir nossos resultados. Temos conhecimento de que uma rotina da manhã bem seguida, seria fundamental para aumentar nosso foco e energia.

 

Sabemos que estes são hábitos fundamentais para nossa produtividade, mas, com frequência, nos sabotamos criando exceções justificadas para cada um deles:

 

"Vou sair do trabalho às 18:00, DESDE QUE não tenha nenhum grande problema."

 

"Vou fazer minha revisão semanal sexta-feira à tarde, DESDE QUE eu não esteja exausto. Qualquer coisa faço na segunda-feira de manhã.

 

"Vou começar minha rotina matinal às seis da manhã, DESDE QUE eu não esteja morrendo de sono e preguiça."

 

São todas boas justificativas, certo? E eu sei que há uma tonelada de conselhos sobre definição de metas dizendo que você deve ter limites flexíveis. Mas por experiência própria, este não é o tipo de flexibilidade amiga.

 

A razão é simples: basta UMA desculpa para que você abra mão de desenvolver novos hábitos e jogue todo o trabalho de mudança por água abaixo.

 

Por exemplo, deixar o trabalho às 18h pode ser um grande desafio e é muito fácil inventar qualquer inconveniente como uma crise potencial e empurrar o seu dia de trabalho para mais algumas horas ou até noite adentro.

 

Aposto que você pode imaginar cem exemplos diferentes.  E o que acontece é que todas essas “circunstâncias especiais” se acumulam e como resultado você não conseguiu alcançar o que sabe que é mais importante.

 

É por isso que eu acredito que os limites flexíveis não nos tornam mais produtivos.

 

Eles nos obrigam a negociar nossas próprias prioridades no momento e nos convida a fazer outros compromissos. E são esses compromissos que matam sua produtividade.

 

Prioridade é prioridade: sem exceção

 

É melhor decidir de uma vez e ir até o final. E então você poderá trabalhar nas coisas que realmente importam. É um novo hábito aprender a dizer: "sem exceções".

 

Se você acha que sua produtividade é importante e te ajudaria a chegar mais longe e de maneira mais rápida, você deve aceitar o fato de que alguns compromissos merecem esse nível de comprometimento.

 

Então, uma pergunta para você: "Quais são as suas prioridades sem exceção?"

 

Se você quer realmente fazer progressos em direção aos seus objetivos mais importantes, você precisa de limites firmes, não flexíveis.

 

Limites rígidos servem de barreiras para proteger nossa produtividade – Mariana Salomão

Compartilhe
Twitter
Please reload

Siga Mariana Salomão