© 2017 por Mariana Salomão

Zona de Conforto – Sedutora, perigosa e devastadora!


A zona de conforto pode ser sedutora, irresistível, “familiar” e desastrosa. Pode ser definida como a nossa tendência a fazer o que é fácil, cômodo e conhecido, sem intenção de interromper ciclos viciosos e improdutivos ou de começar algo novo ou desafiador, que demande autodisciplina, motivação e comprometimento e que cause dispêndio extra de energia e nos tire da inércia.

A origem da palavra conforto vem do latim, cumfortare, e significa aliviar a dor ou a fadiga. Está associado a “um estado prazeroso de harmonia fisiológica, física e psicológica entre o ser humano e o ambiente”. É a nossa tendência de evitar os medos, a ansiedade ou algum tipo de desgaste. Tendemos a ficar num território onde podemos predizer e controlar os acontecimentos. Que pode garantir um desempenho constante, porém limitado e com uma pseudo sensação de segurança.

E quais as consequências de ficarmos neste estado letárgico, reativo e confortável? Veja alguns:

• Desperdício do próprio talento: que é um processo de auto-sabotagem… Apesar da pessoa ter muito potencial, não consegue otimizá-lo nem transformá-lo em performance (como uma mina de diamantes lacrada, inexplorada e improdutiva).

• Impactos negativos na carreira, na imagem e na empregabilidade: ao invés da pessoa ter uma carreira ascendente e bem sucedida, fica estagnada ou até involui profissionalmente.

• Pode acarretar prejuízos à saúde (sedentarismo, obesidade ou dependência química), ao intelecto (perda de memória, de raciocínio e de agilidade mental), à psique (imaturidade, dependência, insegurança e áreas cegas) e à dimensão espiritual (falta de altruísmo, de senso de propósito e da capacidade de ajudar as outras pessoas).

• Pode fazer com que invistamos pouco no nosso autodesenvolvimento, que está ligado a aprender, a mudar nossos comportamentos, a evoluir e a buscar nosso sucesso.

Então fique atento e faça uma auto análise e seja se você não se encontra nessa zona de conforto. Se a resposta for sim, faça algumas mudanças na sua vida, deixe de lado hábitos que te prejudicam e passe a cultivar hábitos que te ajudem a progredir como pessoa.

Sonhe grande, estude e leia muito, seja comprometido em tudo o que fizer/dizer, faça trabalho voluntário, ame o próximo, pratique algum esporte, tenha seu momento de lazer e em família e saiba administrar seu valioso tempo!

Via Endeavor

#zonadeconforto #altaperformance #transformação #coaching

12 visualizações